ASPECTOS FILOSÓFICOS DA TERAPIA FLORAL SEGUNDO DR. BACH

POSTULADOS PARA COMPREENDER A NATUREZA DA DOENÇA

1- ALMA = Si mesmo = Eu Real ou Eu Superior = Centelha do Todo Poderoso, Invencível e Imortal = Ser Divino, Filho do Criador.

2 - OBJETIVO NA VIDA = Obter todo o conhecimento e experiência ao longo da existência terrena, desenvolvendo virtudes e extinguindo defeitos, no sentido da perfeição. A Alma sabe o caminho a seguir.

3 - PASSAGEM PELA TERRA = É conhecida como vida. Constitui breve instante no curso de nossa evolução (o nascimento está infinitamente longe do nosso começo e a morte infinitamente longe do nosso fim). As Almas são imortais e os corpos são transitórios, servindo como instrumentos do Eu Superior.

4 - HARMONIA ENTRE ALMA E PERSONALIDADE = Paz, alegria, felicidade e saúde. O conflito aparece quando a personalidade sai da missão específica (destino) traçada pela Alma, devido aos desejos ou persuasão dos outros. Esta é a causa principal da doença e da infelicidade.

5 - COMPREENSÃO DA UNIDADE DE TODAS AS COISAS = É o amor sob infinitas formas, o Criador de tudo que existe. Cada pessoa é como um raio ligada ao grande centro gerador de forças. Qualquer ação contra nós mesmos ou contra outra pessoa, afeta o conjunto, causando imperfeição numa parte, que se reflete no todo.

DOIS ERROS BÁSICOS QUE GERAM CONFLITOS E CONSEQUENTEMENTE GERAM DOENÇAS:

1º) Dissociação entre Alma e Personalidade: Fracassar em honrar e obedecer aos ditames de nossa Alma.

2º) Crueldade ou falta para com os outros: Agir contra a unidade - Esse tipo de atitude deve-se ao egoísmo

A causa real, fundamental, razão etiológica da enfermidade, segundo Bach, seria o conflito profundo, entre o Eu espiritual, ou Alma e a mente ou personalidade do sujeito, gerando pelos chamados defeitos morais, os quais seriam erros, falhas, cometidos contra as leis universais do Criador, Deus. Seríamos nós seres humanos, como raios ligados a um Sol central, formando urna unidade. As falhas de uma parte ocasionariam efeitos no todo e vice-versa. Trata-se de uma visão espiritualista e monista. A persistência de um determinado defeito determinaria um desequilíbrio no organismo, refletindo como consequência no corpo físico, sob a forma de uma doença específica.

Através dos remédios florais de Bach, este estado conflitivo interno da pessoa, com predomínio de vibrações negativas, de desequilíbrio, seria substituído pela virtude particular (vibrações positivas) de que necessita, contida na essência de cada flor, erradicando o defeito que esteja prejudicando. Esta ação permitiria elevar seu padrão vibratório, abrir seus canais interiores, por circula a energia, antes bloqueada pela falha, trazendo paz, equilíbrio, harmonia. O estímulo desencadeado pela essência floral permitiria como que a inundação do corpo do indivíduo com as belas vibrações de seu Eu superior (Eu espiritual). A presença destas vibrações faria com que a doença ou sofrimento, dor, desaparecesse, semelhante à neve ao calor do Sol.

Em síntese, o motivo da enfermidade, segundo Dr. Edward Bach, é. um conflito profundo dentro do ser humano, entre o Eu espiritual, ou alma, e a mente ou personalidade, ocasionado por defeitos, erros, persistência de estados mentais ou padrões vibratórios negativos, podendo refletir-se posteriormente no corpo, sob a forma de doenças específicas. O objetivo das essências florais, através de suas vibrações sutis, positivas, é de corrigir este desequilíbrio, que se produz a nível energético do ser vivo, restabelecendo o equilíbrio, a harmonias, o predomínio de qualidades, virtudes autênticas inerentes à natureza humana, em sua unidade com o universo.

Razão profunda da enfermidade: A doença é o meio através do qual a lição será aprendida e o erro detectado e suplantado. A cura será efetiva, verdadeira, se houver mudanças de atitude.

A doença, sendo consequência do mau pensamento e da má ação, só cessa quando a ação e o mau pensamento são corrigidos. Se a lição da dor e do sofrimento é aprendida, não há mais propósito para a presença da doença e ela automaticamente desaparece. A personalidade sem conflito é imune à enfermidade. Para evitar a propagação e o aumento da doença, o primeiro meio é deixarmos de cometer ações contra a lei da natureza, que ampliam o seu poder; o segundo, suprimir de nossa natureza os defeitos, que permitiriam invasões subsequentes.

Bibliografia: - A Terapia Floral – Escritos selecionados de Edward Bach – Ed. Ground
                     Os Remédios Florais do Dr. Bach – Cura-te a ti mesmo – Ed. Pensamento

Receba nossos informativos




 

Área dos alunos